Seis em cada dez jogadores no RN ganham até R$ 2 mil; 20% deles ganham o mínimo legal, diz pesquisa

Pesquisa realizada pela Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) e o Sindicato dos Atletas de Futebol Profissional do Estado do Rio Grande do Norte (Safern) traçou perfil do jogador de futebol no estado. O estudo foi publicado no site da Safern na última sexta-feira, 24.

Segundo a pesquisa, 47% dos atletas das oito equipes que disputam o Campeonato Estadual desta temporada ganham entre R$ 1 mil e R$ 2 mil. Já quase 22% dos atletas que responderam o questionamento disseram ganhar apenas o mínimo legal, ou seja, salário mínimo, que é de R$ 937.

Outros 23% disseram que ganham entre R$ 5 mil e R$ 9 mil e apenas 8% deles relataram ganhar acima de R$ 10 mil. Além disso, 20% dos atletas que responderam o questionário disseram que não tiveram a Carteira de Trabalho assinada.

O levantamento foi realizado durante os meses de fevereiro e março pelas duas entidades com os oito times locais e um total de 147 jogadores. Eles foram entrevistados por meio de questionário quantitativo e qualitativo.

O objetivo  também é  identificar as principais demandas dos atletas em relação à diversas questões sobre a atuação das entidades e de como melhor o SAFERN e a FENAPAF podem atendê-los. Envolve as áreas de benefícios para aos atletas, defesa de interesses da categoria, direitos trabalhistas, educação e qualificação, estudos econômicos e saúde e segurança no trabalho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s